3 dicas para escolher o melhor seguro para minha situação

Em qualquer momento da vida, um seguro pode se encaixar com as necessidades de uma pessoa. Pode ser de carro, de vida ou de viagem, o ideal é que, ao contratar um seguro, ela consiga ter o melhor serviço, adequado à realidade que vive naquele momento em especial.

Neste post, vamos dar 3 dicas para que você possa escolher o melhor seguro, aquele mais bem adequado às suas necessidades. Confira!

1 – Compare os serviços e as assistências adicionais das seguradoras:

No seguro de carro, por exemplo, é muito comum a oferta de veículo reserva, motorista adicional, dentre outros benefícios. No entanto, se você é solteiro ou se apenas você dirige na sua casa, não há necessidade de possuir outro condutor, o que pode encarecer seu seguro.

Da mesma forma, se o veículo reserva não é uma necessidade extrema, considerando o local que você mora e os usos que faz do carro, no caso de uma eventualidade pode ser mais vantajoso utilizar transporte público durante uma ou duas semanas do que pagar um valor maior pelo seguro.

Há, inclusive, seguros que são oferecidos de maneira adicional e gratuita. Quando se contrata um seguro de automóvel, por exemplo, algumas seguradoras oferecem um seguro residencial sem custo. Uma economia pode ser feita com pequenos reparos em casa, como trocas de encanamentos ou pequenas instalações.

2 – Saiba que nem todo seguro de vida é igual:

O mais comum é pensar que o seguro de vida apenas trará cobertura para o segurado depois da morte dele, mas não é assim que funciona. Há coberturas para invalidez parcial ou total e antecipações da indenização em caso de doenças graves descritas no contrato.

Se essa for sua necessidade, peça ao seu corretor de seguros que busque uma seguradora que ofereça esse tipo de serviço e não o inclua se sua realidade não cogitar essa possibilidade. Da mesma forma, há seguros profissionais que oferecem a renda que o profissional ganha normalmente, garantindo o sustento em caso de imprevistos.

Um profissional liberal, como dentista ou médico, depende de sua força laboral para garantir o sustento. Mas, na eventualidade de uma doença ou um acidente que afaste o profissional do trabalho durante o tratamento, o seguro de vida comum não garantirá o pagamento das contas. Para essa situação, um seguro profissional é mais indicado. Ele oferecerá uma renda para o profissional enquanto ele não puder desempenhar suas atividades normalmente.

3 – Esteja por dentro dos serviços mais utilizados:

Se o seu veículo precisa de algum reparo, será que é mais vantagem acionar o seguro ou pagar sozinho? No caso de viagens, ao torcer um pé, é mais vantajoso correr para o atendimento do seguro?

Para responder a essas perguntas, o ideal é que você saiba quanto custam os serviços mais comuns cobertos pelos seguros, pois dependendo do que seja, não valerá a pena acionar o serviço do seguro, o que também evita certa burocracia para os atendimentos.

É claro que ninguém faz um seguro esperando utilizá-lo, mas é importante saber que se está amparado, e que o serviço oferecido pela seguradora, quando for demandado, representará o melhor seguro que poderia ser contratado por você. Busque apenas o que você precisa e pague sempre um valor justo pelas suas coberturas, seja de vida, de carro, de viagem ou outro tipo de seguro.